Saudades da Sita… Saudades do Nepal…

Mai 21

Saudades da Sita… Saudades do Nepal…

Hoje lembrei da Sita. Do dia em que aquela menininha me pegou pela mão, como quem quer proteção e alguém que lutasse por ela. Era uma coisa boba… Ela queria pular na cama elástica, mas as crianças maiores, em geral os meninos, não deixavam ela pular. Avisei eles que era hora de sair, contei mais 5 minutos e expulsei todo mundo. Juntei todas as crianças menores e invadimos a cama elástica! Sita sempre segurando a minha mão.

Não sei bem o porquê, mas ela se sentia segura comigo por perto. E a gente nem passou tanto tempo assim juntas….! Viajei muito de um vilarejo a outro durante minha estada no Nepal e mesmo quando estava em Katmandu minha equipe e eu íamos a outros lugares também. Mas sempre que havia a opção, lá estava eu no orfanato com as crianças. Na maioria das vezes havia alguma atividade a ser feita. Tive  oportunidade de contar histórias, ensinar brincadeiras, mas muitas vezes só fiquei lá com elas. Tentava falar alguma coisa em nepalês, elas davam risada. As crianças maiores falavam até que bem o inglês. Sita quase não falava inglês. Mas era só eu chegar que ela vinha correndo e pulava no meu colo!

Hoje eu lembrei daquela manhã na cama elástica. Da Sita me puxando pra ir pular com ela, brava porque os meninos não deixavam ela brincar…Ahahahahah… A Sita fica muito engraçada quando está brava! Toda pequeninnha, magrelinha, cabelão preto e liso, cheia de razão! Ahahahaah… Que saudade da Sita…

Eu lembro do cheiro do orfanato…. De tirar o sapato na entrada e da alegria e expectativa que eu ficava ao subir as escadas procurando onde as crianças estavam, onde estava a Sita, a Tara, a Anita, A Camla, a Biba…Não lembro os nomes dos meninos, mas o das meninas lembro de mais alguns. Lembro do sol se pondo nas montanhas quando era hora das crianças jantarem. Lembro do Dal Bhat apimentado que serviam no orfanato e nos vilarejos e em todo lugar. Lembro de andar muito no chão de terra, morro acima…

Hoje eu lembrei de tanta coisa! De tantos detalhes… E pela primeira vez em um ano que se passou desde que voltei do Nepal, eu me permiti sentir saudades, sem saber se um dia eu vou voltar pra lá…

2 comments

  1. ERica /

    Saudades, saudades.
    Quem sabe, Deus sabe!!!!

  2. Erica /

    E voltou! !!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>